21 de abr de 2014

Nelson Mandela e a Arte


Nelson Rolihlahla Mandela nasceu a 18/07/1918, em Umtata, África do Sul, e faleceu a 05/12/2013.
 Advogado, líder rebelde e presidente da África do Sul de 1994 a 1999, foi ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1993. 
É Pai da Pátria da moderna nação sul-africana, considerado o político com maior autoridade moral no continente africano e no mundo, pelos esforços desenvolvidos no sentido de estabelecer a democracia, acabando com o regime de segregação racial.

Uma vida cheia de desafios e vitórias inspirou muitos artistas.


A relação de Mandela com a Arte sempre foi destaque em sua vida pessoal. Os mais próximos do líder africano destacam que Mandela adorava dançar e considerava a musica uma linguagem universal e divina.

Desde os idos de 1980, o ex-presidente sul-africano inspira letras de canções e roteiros de filmes em todo o mundo:
- The Specials (1984) - Free Nelson Mandela ("libertem Nelson Mandela", em livre tradução) alcançou o top 10 das canções mais ouvidas no Reino Unido.
- Amy Winehouse (2008)- Também interpretou a composição, na homenagem em Londres que marcou o 90º aniversário de Mandela.
Youssou N'Dour (1986) - Dedicou um álbum inteiro ao herói sul-africano, batizando seu segundo disco de Nelson Mandela.


Nelson Mandela,"Cultura Negra"- Elvis da Silva (Brasil).

Outras homenagens musicais incluem trabalhos de:
- Hugh Masekela - trompetista sul-africano,
- Johnny Clegg - artista britânico,
- Brenda Fassie -  popstar sul-africana
- Nickelback - banda canadense.

"Mandela" - Romero Brito (Brasil)


Em frente às câmeras, a história de Mandela e sua luta contra a segregação racial no continente africano compoem extenso material no cinema mundial:
da revolução anti-apartheid deu ao bahamense S no longa
- "Mandela and de Klerk" (1997) - com Sidney Poitier interpretando Nelson Mandela, ao lado de Michael Caine.
- "Mandela" : Goodbye Bafana, no original em inglês (2007) - com Dennis Haysbert no papel de Madiba.
Invictus (2009) Clint Eastwood levou Mandela de volta às telas.


- "Mandela: longo caminho para a liberdade" (2013) 


Baseado na autobiografia homônima de Madiba, que cedeu os direitos da obra ao produtor Anant Singh há cerca de 15 anos. O filme mostra-nos o político ativista pela defesa dos direitos humanos e pelo fim do apartheid, mas também o homem simples, meigo e brincalhão num retrato inspirador de uma das mais importantes figuras da história da humanidade.

A trilha sonora conta com a faixa 'Ordinary love', do grupo irlandês U2.

...


Fontes:
http://doolharnegro.blogspot.com.br
http://www.publico.pt/cultura

http://www.correiobraziliense.com.br